Tufão gigante se aproxima do arquipélago principal

Publicado em 22 de outubro de 2017, em Prevenção

O tufão de número 21, gigante, mantém sua força e se aproxima do arquipélago principal. Gera chuvas intensas e ventos fortes, requerendo vigilância para os desastres naturais.

&nbspTufão gigante se aproxima do arquipélago principal
Tufão no. 21 avança e deverá cobrir o arquipélago principal na segunda-feira pela manhã (Sunny Spot)

Ventos fortes, chuvas intensas e  consequentes desastres naturais como enchentes, inundações e deslizamentos são gerados pelo tufão de número 21, gigante e muito forte.

Ao meio-dia deste domingo (22), o tufão se encontrava nas proximidades das ilhas de Okinawa. Ele mantém sua força e avança sentido arquipélago principal, com velocidade de cerca de 40 Km/h, segundo informações da AMJ-Agência de Meteorologia do Japão.

Se continuar na rota prevista, olho do tufão deverá se aproximar das províncias na costa do Pacífico, na noite deste domingo.

Especialmente nas regiões Kansai, Tokai e Kanto Koshin existe o risco de registro de chuvas intensas.

A previsão é de que o olho do tufão chegue por volta das 3h de segunda-feira (23) e atinja parte das províncias das regiões Tokai e Kanto, subindo para Tohoku.

A AMJ prevê que na terça-feira (24) ele se torne área de baixa pressão.

&nbspTufão gigante se aproxima do arquipélago principal
Olho do gigante tufão de número 21, fotografado do avião, pela equipe da Universidade de Nagoia no sábado (NHK)

Vigilância e alerta em várias províncias

Na província de Oita, várias cidades estão sob alerta de deslizamentos. Em Mie, Hiroshima e Yamaguchi há rios que já excederam o limite do perigo de enchente. Em Mie, o risco está num rio na cidade de Iga.

A AMJ pede atenção para as previsões de chuvas históricas, de domingo até a manhã de segunda-feira:

  • Tokai: 600 mm
  • Kinki: 500 mm
  • Hokuriku: 400 mm
  • Shikoku e Kanto Koshin: 300 mm
  • Chugoku: 250 mm
  • Tohoku: 180 mm

Além das chuvas, a AMJ alerta para os ventos fortes, de 35 a 50 m/s e o mar bravo, especialmente nas províncias da costa do Oceano Pacífico.

Comparado ao tufão no. 18 de 2014

A força do tufão no. 21 é comparado ao de número 18, na mesma época, em 2014. Por conta das chuvas intensas geradas por ele, o tráfego de trens e shinkansen, mais de 100 linhas, foram interrompidas. Isso ocorreu no período da manhã, na hora em que as pessoas saíam para o trabalho. As chuvas intensas provocaram desastres naturais, como deslizamentos em vários locais.

A cidade de Nagoia cancelou o grande festival, programado para sábado e domingo, em consequência do tufão.

O Centrair-Aeroporto Internacional de Chubu suspendeu 32 voos e a JR está com operações suspensas em trechos da província de Mie.

&nbspTufão gigante se aproxima do arquipélago principal
Imagem de satélite do tufão gigante, de número 21, para se ter ideia da dimensão (Okinawa Times)
Fontes: AMJ, NHK e CBC
Imagens: SS, Okinawa Times e NHK

Deixe seu comentário nesta página!

Neste Artigo:

Outras Notícias

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Mudanças para o Brasil
Produtos Brasileiros no Japão
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Clínica Dental ai - atendimento em português
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Empregos no Japão - Team Altas
Empregos no Japão by Fujiarte
Waysu - Empregos com segurança!