Produtos ‘Made in Japan’ aceleram exportações de cosméticos

Publicado em 16 de agosto de 2017, em Saúde, Bem-Estar e Cotidiano

Nos mercados no exterior, geralmente, produtos "Made in Japan" são associados com alta qualidade.

&nbspProdutos 'Made in Japan' aceleram exportações de cosméticos
Nos mercados no exterior, geralmente, produtos “Made in Japan” são associados com alta qualidade (imagem ilustrativa)

As exportações de cosméticos do Japão estão no caminho para atingir a maior alta de todos os tempos neste ano, visto que a Shiseido e outras peso-pesado da indústria estão acelerando esforços para agradar mais consumidores na China e outras partes da Ásia com o atrativo de marca “Made in Japan”.

Essas exportações poderão exceder os 300 bilhões de ienes ($2.75 bilhões) pela primeira vez na história em 2017, estabelecendo um recorde pelo quinto ano consecutivo. Cerca de 90% das exportações de cosméticos do Japão são destinadas a outros mercados asiáticos.

A Kose vai começar a exportar o Sekkisei MYV, um produto premium na linha de cuidados da pele Sekkisei, para a China ainda este ano. O produto é fabricado na província de Gunma.

Já a Shiseido visa atrair o público jovem feminino com seus produtos para cuidados da pele, o Waso, que destaca ingredientes japoneses. A empresa começou  exportar os produtos para dezenas de mercados asiáticos no mês passado. Nos mercados no exterior, geralmente, produtos “Made in Japan” são associados com alta qualidade.

A Kanebo Cosmetics, uma subsidiária da fabricante Kao, vai aumentar os locais de venda chineses para sua linha de itens de maquiagem, com planos de aumentar suas atuais 400 localizações para entre 700 a 800 até o final do ano.

Recentemente, as empresas japonesas de cosméticos desfrutaram de lucros a partir de compras feitas por turistas estrangeiros. Essas empresas buscam ajudá-los como clientes, mesmo após retornarem a seus países.

A exportação de cosméticos do Japão, incluindo produtos para cuidados dos cabelos, aumentaram 34.5% no ano para um recorde de 167.7 bilhões de ienes no período de janeiro a junho, mostram estatísticas do Ministério das Finanças. O número para todo o ano de 2017 poderá ultrapassar o recorde de 267.6 bilhões estabelecido em 2016.

Dessas exportações, 32% são destinadas a Hong Kong, seguido por 24% para a ilha principal da China, 11% para a Coreia do Sul e 10% para Taiwan.

 

Fonte: Nikkei
Imagem: Bank Image

Deixe seu comentário nesta página!

Neste Artigo:

Outras Notícias

.
au - telefonia movel no Japao
Passagens Aereas para o Brasil
au - telefonia movel no Japao
Casa Própria no Japão
au - telefonia movel no Japao
Mudanças para o Brasil
Produtos Brasileiros no Japão
au - telefonia movel no Japao
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Clínica Dental ai - atendimento em português
Baladas no Japão