Cai o número de alunos brasileiros nas escolas públicas que solicitam aulas extras de japonês

Publicado em 13 de outubro de 2016, em Educação

Número de alunos brasileiros em escolas públicas que solicitam aulas extras de japonês diminuiu.

diretor de escola (face)
Imagem ilustrativa

Segundo dados do Ministério da Educação, Cultura, Esportes, Ciência e Tecnologia, o número de crianças brasileiras que solicitaram aulas extras de língua japonesa nas escolas públicas em todo o país, caiu de 8.340 em 2014 para 7.971, em 2015.

No ano passado, das 81 mil crianças estrangeiras matriculadas em escolas do ensino fundamental e do ensino médio no Japão, 26,6 mil solicitaram aulas de reforço em língua japonesa. A maioria ou 29,8% tinham como língua materna a portuguesa, a segunda foi a de língua chinesa, seguida da língua hispânica. Os alunos que solicitaram as aulas são cadastrados pela línguagem do país de origem e não por nacionalidade.

Esses dados são divulgados de dois em dois anos, mas o Ministério da Educação pública uma prévia parcial dos números anualmente. O próximo relatório completo será divulgado em 2017, mas com dados de 2016.

Importante lembrar que o número de brasileiros em idade escolar residindo no Japão é de cerca de 18 mil pessoas.

Ainda é cedo para afirmar se a queda de alunos solicitando aulas extras reflete a melhoria no nível de aprendizado de japonês.

Fonte: Relatório do Ministério da Educação, Cultura, Esportes, Ciência e Tecnologia

Salvar


Deixe seu comentário nesta página!

Neste Artigo:

Outras Notícias

.
au - telefonia movel no Japao
Passagens Aereas para o Brasil
au - telefonia movel no Japao
Casa Própria no Japão
au - telefonia movel no Japao
Mudanças para o Brasil
Produtos Brasileiros no Japão
au - telefonia movel no Japao
Produtos Brasileiros no Japão - Mugen Foods
Clínica Dental ai - atendimento em português
Baladas no Japão